Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dia Internacional da Mulher

09.03.17
Ontem comemorou-se o dia Internacional da Mulher.
Este dia "é o resultado de uma série de fatos, lutas e reivindicações das mulheres (principalmente nos EUA e Europa) por melhores condições de trabalho e direitos sociais e políticos, que tiveram início na segunda metade do século XIX e se estenderam até as primeiras décadas do XX".
No entanto, em plenos Séc. XXI, na Europa, as mulheres voltam a sentir descriminação, medo de andar na rua ou frequentar um café.
 

 

Ao invés de comemorarmos com jantares, flores e afins, deveríamos investir mais em promover a igualdade entre sexos (aceitando, claro, que há diferenças entre homens e mulheres), desmistificando estereótipos e fazendo valer os nossos direitos.

Isto começa por nós, mulheres. Começa na aceitação da nossa natureza de mulher, na aceitação do nosso corpo sem preconceitos impostos pela indústria da moda.

Na aceitação das outras mulheres, sem criticas desconstrutivas

Na educação que nós, mães, damos aos nossos filhos e filhas.

Rapazes podem brincar com bonecas, fazer tarefas domésticas, aprender a cozinhar, tratar da roupa, da casa.

Raparigas podem brincar com ferramentas, aprender bricolage, mecânica, jogar futebol.

Em não aceitarmos que pessoas que supostamente nos representam, nos discriminem

E lembremo-nos porque é comemorado este dia, nesta data e não noutra qualquer.

 

 

publicado às 11:46

Desabafo

02.03.17

Trabalho na área da saúde e ambiente, com pessoas "formadas" e "informadas", algumas com curso superior e mais que superior...

Nos últimos tempos descobri que sou uma espécie de ave rara aqui no serviço, das poucas que faz a separação dos seus lixos, a única que come biológico (e ainda sou "gozada" por o fazer), das poucas que acha que todos juntos podemos mudar (um pouco) o mundo.

A questão da separação dos resíduos faz-me muita comichão, confesso.

Moro a cerca de 3 km do ecoponto mais próximo, no entanto separo tudo e mais alguma coisa. Vidro, papel, embalagens, pilhas, tampas, rolhas, cápsulas de café, óleo (raramente tenho mas separo), equipamentos electrónicos, lâmpadas, material compostável, ...

publicado às 15:45

Triste mundo este

01.03.17

Investigação da Sky News, sobre crianças que trabalham nas minas de cobalto, no Congo.

E quem diz em minas, diz nas plantações de cacau ou na produção de óleo de palma, só para citar algumas situações...

 

 

 Às vezes a sensação de impotência é tanta....

 

publicado às 14:17

Documentários interessantes - #4 - O Café de Chernobyl

17.01.17

Ontem o pós e contras foi dedicado à Central Nuclear de Almaraz.

Não vi o programa, até porque nos últimos a que assisti a Fátima foi de uma parcialidade gritante.

Após o programa, a RTP1 passou um documentário dedicado a Chernobyl. Interessante e assustador.

 

É assustador pensar que sou bem capaz de ter utensílios metálicos em casa a emitir radiação (as aldeias em redor foram saqueadas, o metal resultante do saque foi fundido, vendido para a China e a partir daí, já se sabe, chegou ao resto do mundo).

A central apenas foi descativada em 2000 (os 3 reactores restantes continuavam em funcionamento), no entanto ainda existem trabalhadores no local, já que os reactores têm de continuar a ser monitorizados.

E actualmente o governo da Ucrânia pretende começar a usar os terrenos da área irradiada, mesmo da zona proibida, para usos agrícolas. Do ponto de vista económico eu percebo, a zona tem uma área aproximada à do Luxemburgo. Mas, e a segurança de tais alimentos? Que facilmente irão chegar à cadeia alimentar através da alimentação directa ou indirecta (alimentação animal para consumo humano).

Só me lembro da célebre frase, "os deuses devem estar loucos".

 

 

 

 

publicado às 11:27

"Esta pode ser provavelmente a minha última chamada."

14.12.16

 

 

 

 

 

 

publicado às 12:55


foto do autor




calendário

Agosto 2017

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


1livropormês



Destralhar