Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Documentários interessantes - #5 - "Filet oh! Fish - Peixe, Criação em Águas Turbulentas"

30.01.17

Finalmente arranjei forma de ligar a minha televisão à internet e, por arrasto, ao youtube.

Tenho uma série de documentários que gostaria de ver e ver no pc ou tablet não é a mesma coisa.

Assim, na semana passada lá consegui visualizar o Filet oh! Fish ("Peixe, Criação em Águas Turbulentas" - que também já passou na RTP3).

 

 

Ao ver este documentário, ficamos a conhecer parte da industria de criação de peixes (aquacultura), nomeadamente o peixe panga e o salmão da Noruega.

Os problemas passam pela ração (é adicionado um químico para que esta não rance, mas este químico foi aprovado para lavagem e desinfecção de frutas e verduras, não para o fim a que se destina - etoxiquina), pelos medicamentos utilizados, pelos pesticidas. Enfim, uma série de problemáticas, que tornam os peixes de aquacultura tão pouco saudáveis.

(entrevistam também uma investigadora que foi afastada e não consegue publicar nenhum dos seus estudos sobre a etoxiquina...)

Recomendo vivamente a visualização deste documentário.

Nota: a ideia não é levar a pensar "ah, hoje em dia não se pode comer nada, blá blá blá". A ideia é ficarmos informados, para que possamos tomar escolhas mais informadas.

publicado às 10:51


5 comentários

De Chic'Ana a 01.02.2017 às 14:27

Não há nada que chegue ao peixe do Oceano, pode ter outras desvantagens é verdade, mas pelo menos ao nível da alimentação dá cartas ao de aquacultura!

De Maria a 01.02.2017 às 14:53

Verdade.
No entanto hoje em dia temos de ter preocupação em não comer peixes grandes e ver onde são pescados (neste site temos acesso ao que significam as zonas de pesca http://www.acope.pt/sector/zonas-de-pesca/mundo.html) pois há estudos que indicam existir radiação (com origem no acidente de fukushima) em algumas zonas (em sites mais alarmistas falam das zonas FAO 61 e 67 como estando afectadas pela radiação).

Se quisermos ser mais preciosistas (e amigos do ambiente) ver qual a arte de pesca (se for redes de arrastar, por exemplo, estas danificam os ecossistemas marinhos)

Enfim, o segredo será ir variando os alimentos, consumir muitos alimentos ricos em antioxidantes e ir tentando viver uma vida mais saudável (e menos stressante)

Comentar post



foto do autor




calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031